Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

NOTÍCIAS DE ARQUEOLOGIA

O Património é um bem comum... Preservá-lo só depende de cada um de nós...


Domingo, 23.09.07

HOBBIT, é uma nova espécie



A revista 'Science' publica estudo que confirma a tese original dos cientistas.
Descoberto há quatro anos na ilha indonésia de Flores, o Homo floriensis, como foi oficialmente baptizado, ficou rapidamente conhecido por hobbit e despertou de imediato uma discussão acalorada entre os antropólogos de todo o mundo.
A estatura diminuta (cerca de 90 centímetros) do "homem das Flores" levou os seus descobridores a classificá-lo na altura como uma nova espécie humana, mas as reacções não se fizeram esperar. A tese foi refutada por outros cientistas, que levantaram a hipótese de se tratar apenas de um exemplar isolado, que poderia inclusivamente ter algum problema genético.
Hoje, um equipa internacional de paleontólogos, liderada Matt Tocheri, do Instituto Smithsonian, nos EUA, publica na revista Science um estudo detalhado sobre os restos fossilizados do Homo floriensis e conclui pela tese original. O hobbit, que viveu há 18 mil anos naquela região do planeta, é afinal um representante de uma das mais antigas migrações humanas para a Ásia.
Decisiva para esta asserção foi o estudo dos ossos do pulso e do polegar do homem das Flores, que é idêntico ao dos primeiros hominídeos originários de África.


In: (21 Set 2007). Diário de Notícias: http://dn.sapo.pt/2007/09/21/ciencia/hobbit_e_mesmo_nova_especie.html


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por noticiasdearqueologia às 11:02

Sexta-feira, 07.09.07

Colisão de asteróide condenou dinossauros...


O asteróide que caiu na Terra há cerca de 65 milhões de anos, e que pode ter provocado a extinção dos dinossauros, tem, agora, uma origem conhecida. Um estudo checo e norte-americano revelou que este asteróide, com dez quilómetros de diâmetro, que embateu contra a superfície terrestre, teve por sua vez origem numa outra colisão, ocorrida há 160 milhões de anos.




O estudo do Southwest Resarch Institute, dirigido por William Bottke, concluiu que, há cerca de 160 milhões de anos, um asteróide com 60 quilómetros de diâmetro embateu no asteróide Baptistina. Este, com 170 quilómetros, fragmentou- -se em vários pedaços formando uma cintura de asteróides, conhecidos hoje por família Baptistina. Esta situa-se entre Marte e Júpiter e, depois do embate, era composta por 140 mil fragmentos com mais de um quilómetro de diâmetro e 300 com mais de dez quilómetros. Depois da colisão, alguns destes fragmentos circularam pelo sistema solar. Calcula-se que a cratera de Chicxulub, na península do Iucatão, no México, com 180 quilómetros de diâmetro, e que pode ser a razão próxima da extinção dos dinossauros, é consequência do embate de um desses asteróides da família Baptistina.
No entanto, antes da Terra, a Lua também foi atingida. A cratera lunar de Tycho, com mais de 108 milhões de anos, tem a mesma origem. Outras crateras foram encontradas em Vénus e em Marte. O estudo de sedimentos provou que as crateras tinham elementos em comum. Esta descoberta tem como base de apoio cálculos de computador, que através dos dados disponíveis permitiram este retrocesso no tempo. A fiabilidade da conclusão está acima dos 90%.
"As nossas simulações sugerem que cerca de 20% dos asteróides que estão perto da Terra podem pertencer à família Baptistina", diz William Bottke. O asteróide mais conhecido, o Apophis, com 250 metros, é também o mais temido, uma vez que se calcula (teme?) que este possa embater contra o nosso planeta em 2036.
A extinção dos dinossauros é um tema que levanta discussão. Sabe-se que a sua extinção aconteceu entre o fim do período cretáceo e o princípio do período terciário. Mas ninguém sabe ao certo a razão da extinção. A teoria mais aceite por cientistas e arqueólogos prende-se com a queda de um asteróide, na superfície terrestre (Chicxulub). Este embate causou uma explosão com uma potência muito superior à das armas nucleares, que pode ter matado muitos animais na altura do embate. Acredita-se que originou condições climatéricas adversas, resultando na possível extinção dos dinossauros.


N: (07 Set 2007). Diário de Notícias: http://dn.sapo.pt/2007/09/07/ciencia/colisao_condenou_dinossauros.html

Autoria e outros dados (tags, etc)

por noticiasdearqueologia às 22:14


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930