Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

NOTÍCIAS DE ARQUEOLOGIA

O Património é um bem comum... Preservá-lo só depende de cada um de nós...


Quinta-feira, 11.02.10

Instituto Terra e Memória nasce em Mação para promover a investigação científica

O Instituto Terra e Memória – Centro de Estudos Superiores de Mação nasceu para promover a investigação, a formação pós-graduada e a formação profissional avançada nos domínios da arqueologia e da gestão do património cultural. Na génese da nova associação científica estão a Câmara de Mação, o Instituto Politécnico de Tomar (IPT), o Centro Europeu de Investigação da Pré-História do Alto Ribatejo (CEIPHAR) e o Centro de Interpretação de Arqueologia do Alto Ribatejo (CIAAR).


 Entre os objectivos do Instituto Terra e Memória (ITM) estão a organização de cursos, seminários, conferências, reuniões e publicações, bem como a participação em projectos de parceria. Às entidades fundadoras podem agora juntar-se instituições, académicas ou outras, nacionais ou internacionais, que prossigam objectivos convergentes com os do ITM.


 A nova entidade vai funcionar nas instalações da antiga escola primária de Mação, disponibilizadas pelo município, onde já labora um pólo de referência no mundo da investigação da Arqueologia e Arte Rupestre.


A cerimónia de escritura pública de constituição da associação decorreu dia a 9 de Fevereiro na Câmara Municipal de Mação. A representar as quatro entidades fundadoras estiveram Saldanha Rocha (presidente da Câmara Municipal de Mação), António Pires da Silva (presidente do Instituto Politécnico de Tomar), José da Silva Gomes (CIAAR) e Luiz Oosterbeek (CEIPHAR).


Fonte: (11 Fev 2010). O MIrante: http://www.omirante.pt/index.asp?idEdicao=54&id=36459&idSeccao=479&Action=noticia

Autoria e outros dados (tags, etc)

por noticiasdearqueologia às 22:06

Quarta-feira, 25.07.07

"Anta da Laginha" (Cardigos, Mação): Escavações de investigadores britânicos e portugueses.


O Museu de Arte Pré-Histórica e do Sagrado do Vale do Tejo, em parceria com Instituto Politécnico de Tomar e a Universidade de Durham, realizam este mês a escavação da "Anta da Laginha" na freguesia de Cardigos.


Os trabalhos, coordenados pelo Professor Chris Scarre e pelo Professor Luís Oosterbeek integram um projecto coordenado pelo Director do Museu de Mação e pelo Professor inglês Chris Scarre que procuram estudar as origens agro-pastorícias, bem como aspectos económicos e tecnológicos das comunidades antigas.


Segundo disse à Lusa Luís Oosterbeek, director do museu, "o trabalho que está em curso reúne 15 investigadores", entre alunos e professores da Universidade de Durham, Inglaterra, e do Mestrado do Museu de Mação e Politécnico de Tomar.


Luís Oosterbeek disse à Lusa que se pretende "perceber como estas comunidades organizavam o território e entender os seus aspectos simbólicos".


Este projecto, que já vai no segundo ano, é financiado pela Academia Britânica.


Concretamente, o objectivo dos trabalhos que estão a decorrer é a escavação da Anta da Laginha, bem como a prospecção do espaço à sua volta tendo mesmo sido efectuadas sondagens mecânicas.


Um dos aspectos pretendidos, além do interesse arquitectónico, é a identificação de processos antigos de agricultura.


Segundo disse, "este é um monumento megalítico que, tal como a Anta da Foz do Rio Frio, também em Mação, apresenta afinidades norte-alentejanas e cujo estudo está a permitir responder a uma série de questões".


Luís Oosterbeek explicou que, com estes estudos, "já é possível dizer que a Anta da Laginha foi construída no ano 4300 a.c. sendo possível, com o aproximar do fim da escavação, ter uma ideia razoável do que ali existe".


O professor disse à Lusa que "já foram descobertos alguns objectos de valor arqueológico, nomeadamente geométricos (elementos de foice) e um machado de pedra polida assim como alguns objectos de cerâmica sem decoração".


Com o fim desta fase da escavação, que já começou em 2006, há questões que, segundo explicou à Lusa Luiz Oosterbeek vão ficar por responder.


O professor referiu que ainda não se percebeu, por exemplo, "a forma como funcionava o corredor, uma questão que ainda não vai ficar esclarecida este mês".


Nesse sentido, terá lugar uma nova campanha na Primavera de 2008.


O professor adiantou que "os resultados deste trabalho vão ser divulgados no final deste ano" e, após a conclusão destes estudos, "a Anta da Laginha integrará o Roteiro dos Sítios Visitáveis no Concelho de Mação naquele que será um dos nossos novos projectos", no âmbito do museu de Arte Pré-Histórica e do Sagrado do Vale do Tejo.


(25 Jul 2007). Lusa:  http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/VJqaSPQ19FOh750BTnKU2Q.html

Autoria e outros dados (tags, etc)

por noticiasdearqueologia às 17:53


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930





Arqueo logos