Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

NOTÍCIAS DE ARQUEOLOGIA

O Património é um bem comum... Preservá-lo só depende de cada um de nós...


Segunda-feira, 28.02.11

Descoberta de pinturas rupestres na ermida de Nossa Senhora da Lapa (Alegrete)

Um ano depois da descoberta das pinturas rupestres na gruta existente na ermida de nossa Senhora da Lapa, em plena Serra de São Mamede, junto a Alegrete, no concelho de Portalegre, foi encontrado, durante as investigações, um novo altar primitivo datado do século. XVI.


Imagem vazia padrão


 


 


 


 


 


 


 


 


 


De acordo com o professor Jorge Oliveira, que está a coordenar os trabalhos de investigação, as descobertas remontam á pré – história.


Jorge Oliveira avançou ainda á Rádio Portalegre estar convicto de que existirão mais grutas naquela zona.Recorde-se que há um ano atrás, foi descoberta uma gruta, com pinturas rupestres, cujo acesso se faz por uma passagem secreta situada sob o altar da capela de Nossa senhora da Lapa, em Alegrete.


Por seu turno, o Presidente da Junta de freguesia de Alegrete avançou que estão a preparar candidaturas para concorrer aos fundos comunitários para que os trabalhos continuem e sejam reforçados. António Chaparro, disse ainda que a sinalização de acesso á capela foi também aumentada, pois houve um acrescimo de pessoas a visitar aquele local.


Há cerca de um ano atrás, uma série de pinturas rupestres, datadas entre o Neolítico e o Calcolítico, foram descobertas, na ermida de Nossa Senhora da Lapa, em plena serra de São Mamede, junto a Alegrete, concelho de Portalegre.O achado arqueológico está numa gruta cujo acesso se faz através de uma antiga passagem secreta situada sob o altar do templo.


As pinturas rupestres foram descobertas pela equipa de licenciatura e mestrado em Arqueologia da Universidade de Évora, coordenada pelo professor Jorge Oliveira.


Fonte: Susana Mourato (23 Fev 2011). Rádio Portalegre: http://www.radioportalegre.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=3575&Itemid=1

Autoria e outros dados (tags, etc)

por noticiasdearqueologia às 13:39

Sábado, 10.11.07

CELORICO DA BEIRA: Capela gótica salva da ruína por estudantes

Uma capela do século XIII, que se encontra em ruínas no concelho de Celorico da Beira, está a ser recuperada por alunos de um curso de formação profissional de recuperação de património edificado.
In: (8 Nov 2007). As Beiras:
http://www.asbeiras.pt/?area=guarda&numero=51708&ed=08112007



A capela de estilo gótico dedicada a Nossa Senhora da Anunciada, no lugar de Vale da Ribeira, freguesia de Mesquitela, foi cedida por um particular à Associação de Melhoramentos local, que avançou com a sua recuperação, em parceria com a Câmara Municipal, Junta de Freguesia e a Planicôa - Cooperativa de Desenvolvimento Regional, Rural e Local, com sede na Guarda.
Segundo o arquitecto Ivo Borrego, técnico da Câmara de Celorico da Beira que executou o projecto de recuperação, os trabalhos de restauro do templo religioso começaram no dia 3 de Setembro e devem ficar concluídos no final deste mês.
As obras são realizadas por onze formandos que frequentam o curso de recuperação de património edificado, ministrado pela Planicôa, que desta forma efectuam “a vertente prática em contexto de trabalho”, salientou. “Os formandos estão na fase de levantar uma alvenaria que estava em ruína, junto ao altar, e, posteriormente, vão passar à cobertura, que levará uma estrutura em madeira e telha”, explicou Ivo Borrego.
O arquitecto responsável pela recuperação da capela, que tem uma área aproximada de 50 metros quadrados, adiantou que na elaboração do projecto de arquitectura “houve uma pesquisa para saber como teria sido a capela” no passado. “Tentamos manter aquilo que a capela foi”, salientou, acrescentando que as paredes vão manter-se em granito e o telhado “leva uma estrutura em madeira e telha em canudo”.
Adiantou que a recuperação será executada “de acordo com as técnicas tradicionais”, e que apenas a porta será alterada, pois ficará com “vidro temperado para as pessoas verem o seu interior”. “É uma capela medieval que está completamente em ruína e trata-se de uma recuperação quase total”, frisou.
Segundo Ivo Borrego a recuperação do edifício de estilo gótico envolve custos da ordem dos 30 mil euros. Após a recuperação será entregue à paróquia, “ficando disponível para a prática do culto religioso”, adiantou o mesmo técnico.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por noticiasdearqueologia às 19:09


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Posts mais comentados





Arqueo logos