Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

NOTÍCIAS DE ARQUEOLOGIA

O Património é um bem comum... Preservá-lo só depende de cada um de nós...



Segunda-feira, 09.06.08

ALMOUROL: Exército e Munícipio da Barquinha celebram protocolo para musealização de Almourol

Foi ontem assinado em Tancos, Vila Nova da Barquinha, o Protocolo de Colaboração entre o Exército Português, através da Escola Prática de Engenharia, e a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, para a musealização, conservação e valorização do Castelo e Ilha de Almourol.


O protocolo assenta no considerando que o Castelo de Almourol é um monumento emblemático do Médio Tejo, que marca o imaginário da Reconquista e da transição e articulação entre o Norte e o Sul, classificado como Monumento Nacional. Símbolo da Engenharia Militar Portuguesa, é um Prédio Militar, afecto ao Ministério da Defesa Nacional e à guarda do Exército.


O Município e EPE pretendem que seja o pólo central de uma estrutura que integrará o Castelo, que será objecto de Musealização, e o Ilhéu, que será alvo de uma intervenção mínima de manutenção/conservação, permanecendo como espaço de fruição romântica .


Este protocolo prevê, ainda, o desenvolvimento de projectos de restauro da Capela de Nossa Senhora do Loreto, constituindo-se no futuro como um Centro de Interpretação com uma exposição permanente.


Em conjunto com estas unidades estruturantes será desenvolvido um projecto de investigação histórico-arqueológico, prevendo-se a criação do Estaleiro de Arqueologia, com escavações no Ilhéu e na zona envolvente do Convento do Loreto.


O acordo regula também as intervenções para a construção de percursos ribeirinhos ao longo das margens do rio Tejo que envolvem o Castelo e a Ilha de Almourol.


O protocolo permitirá a candidatura ao Quadro de Referência Estratégico Nacional, na sequência do Programa Estratégico Intermunicipal Parque Almourol , integrado na Acção VALTEJO, constituído pelos municípios de Vila Nova da Barquinha, Constância e Chamusca, e a Associação Empresarial NERSANT.


O desenvolvimento dos trabalhos seguirá as orientações e contará com o apoio do Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (IGESPAR).


Na sequência deste acordo, a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha prevê lançar, durante o 2.º semestre de 2008, o concurso público referente à consolidação do pano de muralhas, cujo projecto foi elaborado pelo IGESPAR. Trata-se da 1.ª fase de uma intervenção que a médio prazo será complementada com a musealização do monumento nacional.


O Protocolo foi assinado por Vitor Miguel Martins Arnaut Pombeiro, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, e por Jorge Moniz Côrte-Real Andrade - Coronel de Engenharia, Comandante da Escola Prática de Engenharia de Tancos, na presença do Tenente General Vaz Antunes, Major General Maia Mascarenhas, Mário Pereira, do IGESPAR, e de José Gomes, do Centro de Interpretação de Arqueologia do Alto Ribatejo (CIAAR).


Fonte: (7 Jun 2008). O Mirante: http://www.omirante.pt/index.asp?idEdicao=51&id=22374&idSeccao=479&Action=noticia

Autoria e outros dados (tags, etc)

por noticiasdearqueologia às 22:34


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2008

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930