Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

NOTÍCIAS DE ARQUEOLOGIA

O Património é um bem comum... Preservá-lo só depende de cada um de nós...



Domingo, 02.03.08

Ruínas das Carvalheiras com projecto em estudo

Durante anos, foi considerada "terra de ninguém" onde a gestão pública, camarária e estatal, se confundiu no tempo, impedindo a dignidade que era exigida ao principal povoado habitacional (Insulae) descoberto de Bracara Augusta. As ruínas das Carvalheiras passaram sempre ao lado de um projecto museológico, situação que já levou à destruição parcial do espólio arqueológico, que, nas duas últimas décadas, foi objecto de escavações e sondagens levadas a cabo pela Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho, numa acção concertada com o Instituto Português do Património Arquitectónico (IPPAR), através do Museu Regional D. Diogo de Sousa.
Voltar a requalificar aquele quarteirão consubstanciado numa "habitação romana" é o objectivo da Unidade de Arqueologia (UA) da Câmara Municipal de Braga, que, no início deste ano, procedeu a trabalhos de limpeza e reforço da vedação das ruínas que, ironicamente, têm sido alvo, nos últimos anos, de vandalismo e marginalidade.

Projecto museológico
Armandino Cunha, responsável da UA, sustentou, ao JN, a ideia de que "é chegado o momento" de se avançar para a criação da um projecto museológico das ruínas das Carvalheiras", a exemplo do que já foi feito com as termas romanas.
Apesar da Câmara de Braga não ter, oficialmente, a gestão das ruínas das Cavalheiras, conforme fez questão de notar o arqueólogo, os serviços técnicos "iniciaram já estudos para a concretização do projecto museológico", o qual, numa previsão optimista, deverá ficar concluído até finais do próximo mês de Julho (ver caixa). Posteriormente, segundo Armandino Cunha, o estudo será alvo de análise entre as diversas entidades da tutela do património de Bracara Augusta, incluindo o próprio IPPAR, para a aprovação do projecto museológico.
A revitalização das ruínas das Carvalheiras assume-se de especial importância para o roteiro arqueológico da velha cidade romana, cuja intervenção futura, de acordo com Armandino Cunha, "é pensada de forma integrada com os restantes espaços da cidade já visitáveis". A própria Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho vê com bons olhos o projecto das ruínas, onde, desde 1984, desenvolveu um projecto de investigação e sondagem arqueológica.


Fonte: Magalhães Costa (29 Fev 2008). Jornal de Notícias: http://jn.sapo.pt/2008/02/29/norte/ruinas_carvalheiras_projecto_estudo.html

Autoria e outros dados (tags, etc)

por noticiasdearqueologia às 08:10



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2008

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031





Arqueo logos