Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

NOTÍCIAS DE ARQUEOLOGIA

O Património é um bem comum... Preservá-lo só depende de cada um de nós...



Sábado, 16.02.08

Vila Pouca de Aguiar: Complexo mineiro romano vai dispor de centro interpretativo






A Câmara de Vila Pouca de Aguiar anunciou hoje a construção do Centro Interpretativo de Tresminas, que vai servir de apoio a um dos maiores complexos mineiros do Império Romano, que a autarquia quer candidatar a património mundial.





As obras do Centro Interpretativo começam, segundo a autarquia, em Março e deverão estar concluídas em três meses.




Para o presidente da Câmara de Vila Pouca de Aguiar, Domingos Dias, o centro interpretativo do Complexo Mineiro Romano de Tresminas representa "um importante passo para a valorização do património arqueológico e religioso".


Através desta estrutura a autarquia vai disponibilizar apoio permanente e um guia para acompanhar os turistas pelo complexo mineiro.


Tresminas está a ser alvo de escavações arqueológicas, que se iniciaram no último Verão e se deverão prolongar por mais três anos, que representam mais um passo na candidatura a património mundial da UNESCO.


"As escavações vão demonstrar a importância do complexo mineiro a nível mundial", afirmou o autarca.


Estas minas, cujo auge terá ocorrido durante os séculos I e II d.C., seriam, segundo o arqueólogo Carlos Batata, uma das "mais importantes" do Império Romano.


A exploração mineira em Tresminas realizava-se essencialmente pelo desmonte a céu aberto, de que resultaram os desfiladeiros que são as cortas (ou lagos) de Covas e Ribeirinha.


O estacionamento de militares neste local, onde, além da presença de soldados da sétima legião, está também comprovada a estadia de secções da "cohors I Gallica equitata civium romanorum", reflecte a importância destas minas para o império.


O projecto de investigação "Complexo Mineiro de Tresminas", imóvel classificado como de Interesse Público em 1997 pelo Instituto Português do Património Arquitectónico (IPPAR), conta com um apoio financeiro de 500 mil euros de fundos comunitários.


Inserido neste projecto, vai ser criado o centro interpretativo de Tresminas, que vai nascer nas antigas instalações paroquiais e vai dispor de um pátio para receber eventos culturais, salas para venda de produtos locais e para projecção temática áudio visual.


Num piso superior, vão ser criadas mais três salas que evidenciam a fauna e a flora locais e, perante o cenário de um forno tradicional, vai também ser aberto um bar de apoio às instalações culturais.


Paralelamente a autarquia vai avançar com a recuperação de monumentos (capela e pelourinho) e fachadas nas aldeias envolventes às minas romanas, designadamente Vales, Ribeirinha, Alfarela de Jales, Covas, Tresminas, Tinhela de Baixo e Tinhela de Cima.


Fonte: (13 Fev 2008). RTP / Lusa/Fim: http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?article=326156&visual=26&tema=5



 


Autoria e outros dados (tags, etc)

por noticiasdearqueologia às 00:34



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2008

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829