Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

NOTÍCIAS DE ARQUEOLOGIA

O Património é um bem comum... Preservá-lo só depende de cada um de nós...



Quinta-feira, 15.11.07

Faro: Descoberta sepultura romana com cerca de 2.000 anos

Foto


Sondagens arqueológicas em busca dos


romanos no Largo das Mouras Velhas


Uma sepultura romana com cerca de dois mil anos foi descoberta esta manhã num largo situado no centro de Faro quando se procediam a obras de requalificação urbana, disse à Lusa fonte do município.


A sepultura, situada no Largo 25 de Abril, faz parte da antiga necrópole (cemitério) da cidade romana de Ossónoba, activo entre os séculos I e IV dC (depois de Cristo), que ocupa boa parte da actual baixa de Faro, disse à Lusa a directora do Museu Municipal da capital algarvia, Dália Paulo.
O túmulo, em pedra trabalhada, deverá ser retirado do local e exumado no início da próxima semana, mas os passos a dar agora deverão ser decididos numa reunião entre técnicos da Câmara e do Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (Igespar).
Depois o sepulcro deverá ser estudado e fotografado, após o que passará a fazer parte do espólio do Museu Municipal de Faro.
O achado segue-se a outros que têm ocorrido pontualmente na zona da necrópole romana, que se situa entre a actual Pontinha e o Largo das Mouras Velhas, a oeste do Largo 25 de Abril.
Em Julho deste ano foram descobertas outras três sepulturas - dos séculos III e IV - no Largo das Mouras Velhas, durante as escavações arqueológicas que antecedem a construção de um parque de estacionamento subterrâneo, que ali terá lugar.
O maior achado ocorreu durante a construção da cave de um edifício entre o Largo 25 de Abril e o Largo da Pontinha, há cerca de três anos, que se consubstanciou em 87 sepulturas, disse à Lusa um especialista no local.
Curiosamente, observou, durante a construção do parque de estacionamento subterrâneo da Pontinha, a escassos metros daqueles edifícios, não foi descoberto qualquer túmulo.
Antes, em 1878, o arqueólogo Estácio Veiga descobriu no mesmo local 38 sepulturas e cerca de 60 anos mais tarde foi Abel Viana que escavou mais sete túmulos daquela necrópole, na Rua D. João de Castro.
Estendendo-se no triângulo definido pela Vila Adentro (cidade velha), zona ribeirinha e Largo das Mouras Velhas, a cidade de Ossónoba era a mais importante do sul lusitano entre Cadiz e Lisboa (Olissipo).


In: Hugo Rodrigues (15 Nov 2007). Barlavento, on line / Lusa:


http://www.barlavento.online.pt/index.php/noticia?id=19669

Autoria e outros dados (tags, etc)

por noticiasdearqueologia às 23:21


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2007

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930





Arqueo logos