Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

NOTÍCIAS DE ARQUEOLOGIA

O Património é um bem comum... Preservá-lo só depende de cada um de nós...



Sexta-feira, 09.04.10

Cihuatan: uma antiga cidade indígena destruída por obras de habitação


 Cihuatan, uma antiga cidade indígena, cujas estruturas piramidais sobressaem em um terreno árido, na periferia da cidade de Aguilares (norte), sofreu com o saque de peças e a destruição de suas estruturas habitacionais, que têm sido utilizadas na construção de casas.




O complexo de Cihuatan, que em parte é de propriedade do Estado, foi construído entre os anos 900 e 1100 depois de Cristo e se estende pelos arredores de Aguilares, em uma região cercada de plantios de cana-de-açúcar.


Nos terrenos particulares foi iniciada, no começo do ano, a construção de 38 casas para famílias desabrigadas nas fortes chuvas registradas no país em novembro de 2009, e que deixaram 199 mortos.


Tratores do Comando de Engenharia das Forças Armadas iniciaram trabalhos de terraplanagem e abertura de ruas com a autorização da prefeitura de Aguilares e do vice-ministério de Habitação e Desenvolvimento Urbano, instituições que agora alegam desconhecer que a região fazia parte do complexo arqueológico de Cihuatan.


Em março passado, o arqueólogo americano Paul Amaroli, da Fundação Nacional de Arqueologia de El Salvador (FUNDAR) - entidade não governamental - denunciou às autoridades culturais do país "a destruição" registrada em Cihuatan com a construção das casas. Os trabalhos foram suspensos.


Por causa das obras na região, ficaram descobertos partes de pedras de moer - chamados 'metates' -, vasilhas, panelas, utensílios de barro que usavam aqueles que ali viveram e cujos restos ficaram em pedaços depois da passagem dos tratores que, em alguns casos, encontraram partes de paredes de pedra das edificações.


As escavações deixaram descoberta, ainda, uma série de montículos que abrigavam um centro cerimonial com suas pirâmides, duas quadras de 'pelota' - jogo praticado pelos maias - e outros edifícios cercados pelo que se presume tenha sido a área residencial da cidade antiga.


O vice-ministro de Habitação, Edin Martínez, disse ter decidido cancelar a construção de casas em Cihuatan, e as famílias que moram ali serão levadas para outro lugar.


Fonte: (9 Abr 2010). Globo.com: http://g1.globo.com/Noticias/PopArte/0,,MUL1563833-7084,00-CIHUATAN+UMA+ANTIGA+CIDADE+INDIGENA+DESTRUIDA+POR+OBRAS+DE+HABITACAO.html


Autoria e outros dados (tags, etc)

por noticiasdearqueologia às 23:11

Sexta-feira, 09.04.10

Museu de Arqueologia preocupa deputados

Museu de Arqueologia preocupa deputados



O plano de Gabriela Canavilhas de mudar o Museu Nacional de Arqueologia (MNA) dos Jerónimos para a Cordoaria tem sido polémico. Os deputados da Comissão de Ética e Cultura visitam amanhã o museu para recolher mais dados com os quais possam interpelar a ministra da Cultura no dia 14, quando a tiverem à sua frente no Parlamento.


"Queremos saber por que razão há pressa em fechar a Torre Oca [espaço do MNA] e apurar no terreno as preocupações em relação aos problemas estruturais que têm sido apontados à Cordoaria para receber o espólio do MNA", explica Celeste Pereira, do PSD, uma das mais activas em começar pela linha museológica de Belém um expediente previsto nas competências da comissão.


Em causa estão, segundo Catarina Martins (Bloco de Esquerda), "as fundações da Cordoaria". "A ministra disse que ia fazer um estudo, mas não fez, limitou-se a fazer um parecer. Mas há outros pareceres que falam do perigo de ali depositar alguns dos tesouros nacionais", acrescenta.


Luís Raposo, director do MNA, também aponta a intenção inicial da ministra em pedir um estudo e a mudança de vontade, e explica melhor: "O parecer que a ministra pediu a um ex-técnico do Laboratório Nacional de Engenharia Civil [LNEC] não fala em perigos, mas o parecer pedido pelo Grupo de Amigos do MNA e um outro solicitado por mim apontam alguns."


"O presidente e o vice-presidente da Sociedade de Engenharia Sísmica confirmam alguns perigos de ali instalar o espólio do MNA - e lembro que temos 700 peças consideradas como tesouro nacional", diz Raposo. "São estudos de professores catedráticos, de Sousa Oliveira [do Técnico, de Lisboa] e Aníbal Costa [Universidade de Aveiro]", contextualiza.


As razões técnicas, diz, dão que pensar e exigem um "estudo de fundo" - é isso que diz também a deputada Catarina Martins. "Dizer que os Jerónimos também estão junto ao Tejo como a Cordoaria não chega para afastar os eventuais perigos contidos nas fundações da Cordoaria. Esta está erigida sobre o estuário do rio seco, com o maior caudal hídrico e grande parte ou toda a Cordoaria está assente sobre areias e argila e pode afundar em caso de sismo, está sujeita a inundações, como aconteceu há dez anos, ou às infiltrações de água salgada", expõe.


O gabinete da ministra não quis reagir e sublinhou o plano do MNA, que tem de esvaziar a Torre Oca até 8 de Maio (antes era até 30 de Março) para a entregar, no âmbito de um protocolo , à Marinha. "Falta saber se a Cordoaria será toda para este museu", questiona ainda Celeste Pereira.


Fonte: ANTÓNIO PEDRO PEREIRA (06 Abr 2010). Diário de Notícias: http://dn.sapo.pt/inicio/artes/interior.aspx?content_id=1536613



Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por noticiasdearqueologia às 23:06


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930





Arqueo logos