Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

NOTÍCIAS DE ARQUEOLOGIA

O Património é um bem comum... Preservá-lo só depende de cada um de nós...



Quarta-feira, 15.07.09

Caverna de 1 a.C. revelada no vale do Jordão

Caverna de 1 a.C. revelada no vale do Jordão




Inicialmente, o espaço gigantesco  foi uma pedreira (durante 400 a 500 anos), mas  depois terá servido como mosteiro e esconderijo


"Quando chegámos à entrada da caverna, dois beduínos aproximaram-se de nós e disseram-nos que a gruta estava enfeitiçada e era habitada por lobos e hienas", conta o professor Adam Zertal, do Departamento de Arqueologia da Universidade de Haifa, em Israel. Quando entrou no espaço com cem metros de comprimento por 40 metros de largura, encontrou uma enorme estrutura suportada por 22 pilares gigantes.


Descoberta no vale do Jordão no âmbito de escavações feitas desde 1978, a caverna construída pelo homem é a maior de Israel. Segundo os arqueólogos, durante o período romano e bizantino serviu como uma pedreira. No interior do espaço, foram descobertas várias inscrições e 31 marcas de cruzes, pensando-se que terá servido como um mosteiro. "O primeiro uso da caverna terá sido como uma pedreira, que funcionou durante 400-500 anos. Mas outras descobertas revelam que o local também foi usado para outras coisas, como um mosteiro ou um esconderijo", indicou o arqueólogo.


O tecto tem três metros de altura, sendo que inicialmente teria quatro. Nos pilares, a equipa encontrou nichos que seriam usados para colocar lamparinas de óleo e buracos, aos quais os animais que retiravam as pedras da pedreira estariam atados. Além das inscrições com símbolos do zodíaco ou letras romanas, foi encontrada cerâmica, datada de 1600 a.C.


"É provavelmente o local de Galgala, do histórico mapa Madaba", afirmou Zertal. Este é um mosaico bizantino que foi encontrado no vale do Jordão e é o mais antigo mapa da região. Jerusalém e o Vale do Jordão estão representados com grande precisão e um sítio chamado Galgala surge ao lado da inscrição grega Dodekaliton, que significa 12 pedras. Está localizado a uma distância de Jericó que é igual à da caverna, ou seja, quatro quilómetros a norte da cidade.


Fonte: (8 Jul 2009). Diário de Notícias: http://dn.sapo.pt/inicio/ciencia/Interior.aspx?content_id=1301595


 



Autoria e outros dados (tags, etc)

por noticiasdearqueologia às 22:33


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2009

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031





Arqueo logos