Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

NOTÍCIAS DE ARQUEOLOGIA

O Património é um bem comum... Preservá-lo só depende de cada um de nós...



Quinta-feira, 23.08.07

Pegadas indiciam que DINOSSAUROS NADAVAM...

Doze fósseis de pegadas de dinossauro, encontrados num lago a norte de Espanha, são a primeira evidência científica que comprova que alguns dinossauros conseguiam nadar.


O rasto de 14 metros de comprimento é constituído por seis pares assimétricos de pegadas, cada um com cerca de 50 centímetros de comprimento e 15 de largura. A distância entre cada pegada sugere que este dinossauro dava passos com um intervalo entre os 2,43 e os 2,71 metros, com uma profundidade de 3,2 metros.
A equipa de paleontólogos acredita que o nadador é um Terópode, que engloba a grande família dos dinossauros carnívoros, incluindo o Tyrannosaurus rex, que habitou a região há 125 milhões de anos.
Os vestígios de ondulação, existentes na superfície das pegadas, indicam que o dinossauro nadou contra a corrente. “O dinossauro nadava com movimentos alternados das duas patas traseiras” refere o co-autor do estudo, Loic Costeur, do Laboratory for Planetology and Geodynamics da Universidade de Nantes, em França.
“Os movimentos são semelhantes aos usados pelos bípedes modernos, incluindo os pássaros aquáticos” refere o Costeur. Com a ajuda de um computador será possível revelar mais acerca da anatomia e a biomecânica deste dinossauro.
A possibilidade dos dinossauros nadarem foi levantada há vários anos mas, até agora, não existia qualquer evidência que o comprovasse. A descoberta abre caminho a novas investigações.
O estudo, liderado pelo investigador espanhol Ruben Ezcarra, da Fundação para o Patrimonio Paleontologico da La Rioja, será publicado em Junho na revista científica norte-americana "Geology".


 


In: AFP (15 Ago 2007). O Público: http://www.publico.clix.pt/pesoemedida/noticia.asp?id=1294952

Autoria e outros dados (tags, etc)

por noticiasdearqueologia às 23:54

Quinta-feira, 23.08.07

ViseuPolis na recuperação da secular Cava de Viriato (Viseu)

A sociedade ViseuPolis SA adjudicou a empreitada de recuperação e arranjo paisagístico de parte do monumento nacional da Cava de Viriato, orçada em aproximadamente dois milhões de euros. A Cava de Viriato, que há mais de dois mil anos terá albergado legiões romanas em Viseu, é um gigantesco octógono com cerca de 32 hectares, desenhado por uma trincheira de terra batida que seria cercada por um fosso de água.



O objectivo da ViseuPolis SA (que se encontra em liquidação) é, segundo um comunicado hoje divulgado, que a Cava de Viriato, considerada um "expoente máximo da secular história da cidade", volte "a gozar da dignidade que um monumento nacional exige".


A empreitada, adjudicada à empresa Obrecol - Obras e Construções S.A., integra trabalhos de "limpeza e reformulação de parte do talude do monumento, a criação de uma praça entre as ruas do Picadeiro e do Coval e a execução de redes enterradas de infra-estruturas e pavimentação das ruas do Picadeiro, Coval e Plátanos".


A ViseuPolis está convencida de que, após esta intervenção, "este património de Viseu e de Portugal será um novo pólo de atracção na cidade", em articulação com outras intervenções do Programa Polis que já foram finalizadas ou estão para ser lançadas.


São exemplos destas intervenções a reestruturação viária, com a construção do túnel de Viriato finalizado em 2004 que permitiu criar uma nova praça junto à estátua de Viriato, e a instalação de um funicular que ligará a zona da Cava de Viriato ao centro histórico, cuja adjudicação deverá acontecer até ao final do ano.


AMF (23 Ago 2007). Lusa: http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/ls2kPDTEZaQ2ah8Y3RxSaQ.html


Autoria e outros dados (tags, etc)

por noticiasdearqueologia às 21:42


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2007

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031





Arqueo logos