Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

NOTÍCIAS DE ARQUEOLOGIA

O Património é um bem comum... Preservá-lo só depende de cada um de nós...



Quinta-feira, 13.05.10

Especialista em arqueologia contra museu na Cordoaria




Adília Alarcão considera mudança para  a Cordoaria Nacional um exílio que impedirá rever  a situação por mais 50 anos








Mais uma acha na fogueira da transferência do Museu de Nacional de Arqueologia (MNA) para a Cordoaria Nacional, deixando o espaço junto ao Mosteiro dos Jerónimos. A especialista em museologia arqueológica escreve uma carta aberta à ministra da cultura, Gabriela Canavilhas, criticando a decisão, por condenar o MNA "a uma espécie de exílio ad aeternum, pois dificilmente se disponibilizarão vontade política e meios financeiros para rever a situação, por mais meio século".


A museóloga admite que o MNA está mal instalado há mais de meio século, mas considera que a Cordoaria Nacional não é o local indicado para abrigar o acervo arqueológico nacional. "A alternativa da Cordoaria foi por duas vezes estudada e considerada indefensável", nota ainda Adília Alarcão, explicando as razões: "Ao risco sísmico e de inundações, aparentemente maior neste local da Junqueira do que nos Jerónimos, à verificação de um nível freático mais elevado e poluído, junta-se o enquadramento urbanístico, entre dois corredores de intenso tráfego, sem possibilidades de vir a oferecer as condições de acesso e aparcamento exigíveis, hoje em dia, a um museu nacional instalado de novo."


O risco sísmico tem sido uma das questões levantadas pelos vários detractores da saída do MNA do Mosteiro dos Jerónimos, uma vez que também esta zona apresenta riscos.


A especialista assegura ainda que o espólio do MNA não cabe na Cordoaria Nacional, dados os vários avanços realizados desde 1980, defende a construção de um edifício de raiz e e que "não se desrespeite o trabalho competente que fez do MNA nos últimos anos, o segundo museu nacional mais visitado e um dos mais elogiados".


Para Adília Alarcão, é urgente um debate "alargado e sem preconceitos, sobre os museus portugueses na actualidade, que ajude a desenhar-lhes uma estratégia segura para os próximos anos".


A voz de Adília Alarcão junta-se à do director do museu, Luís Raposo, que defende a realização de novos estudos. O DN contactou o ministério da Cultura que não se pronunciou sobre a decisão. No local do MNA deverá nascer o futuro museu da Viagem.




http://dn.sapo.pt/inicio/artes/interior.aspx?content_id=1554979

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por noticiasdearqueologia às 21:03


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2010

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031