Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

NOTÍCIAS DE ARQUEOLOGIA

O Património é um bem comum... Preservá-lo só depende de cada um de nós...



Sexta-feira, 27.02.09

A-21 revela importante ocupação com sete mil anos

Os arqueólogos que estudaram o solo onde foi construída a auto-estrada 

A21, Ericeira/Mafra/Malveira, afirmam ter encontrado uma das maiores 

concentrações de fornos de argila (110) existentes na Europa, do 

período do neolítico.

"Este conjunto de 110 fornos do neolítico corresponde a uma das 

maiores concentrações de fornos existentes em território europeu", 

afirmou hoje Ana Catarina Sousa, arqueóloga responsável pelas 

escavações.

"Além da quantidade de fornos do neolítico, encontrámos mais um forno 

romano, outro da Idade Média e da Idade Moderna, o que significa que o 

Homem ocupou este território e com uma mesma estratégia: a exploração 

de argila", acrescentou Ana Sousa que também pertence ao gabinete de 

arqueologia da Câmara de Mafra.

Uma amostra constituída por quatro fornos vai integrar uma exposição 

onde serão exibidas algumas das 33 mil peças recolhidas nos trabalhos 

arqueológicos decorrentes da construção da auto-estrada.

A exposição vai ser aberta ao público amanhã no complexo cultural 

Quinta da Raposa, em Mafra.

Segundo a arqueóloga, foram também identificados "um conjunto de 

materiais de natureza excepcional da Idade do Bronze, salientando-se 

um conjunto de 44 contas de colar em âmbar, conjunto esse que é 

superior a todas as contas encontradas até hoje em Portugal".

Ana Cristina Sousa destacou ainda que foram estudados 26 sítios "mais 

do que um por cada quilómetro construído" e que as peças datam de 

vários períodos desde o neolítico, calcolítico, idade do bronze, 

período romano, antiguidade tardia, medieval islâmico e idade moderna.

"Encontrámos também fornos de cal dos séculos XVII e XVIII 

contemporâneos da construção do Palácio de Mafra", adiantou.

A via, de 18 quilómetros, foi construída entre 2004 e 2008. A 

construção da auto-estrada permitiu, através do acompanhamento 

arqueológico de todas as etapas da obra, "fazer uma autêntica operação 

de pesquisa histórica da ocupação humana do concelho de Mafra", 

concluiu.

Além da exposição, o gabinete preparou um programa de sessões 

pedagógicas denominado "Arqueologia às escuras". Nestas actividades, 

programadas para 14 de Março, 28 de Março e 18 de Abril, os 

participantes poderão manusear réplicas dos artefactos mais 

significativos de cada período cronológico, permitindo também ao 

público invisual sentir os objectos, conhecer a sua forma, peso, 

cheiro e os associar ao período respeitante.


Fonte: (11 Fev 2009). Lusa.


Notícia relacionada: http://www.oesteonline.pt/noticias/noticia.asp?nid=20858

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por noticiasdearqueologia às 22:21


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2009

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728